A vida é mais que uma tela de celular

A vida é mais que uma tela de celular
Uma excelente invenção, a do celular!
Quem diria, há alguns anos atrás, que falaríamos com o mundo, veríamos as pessoas do outro lado da tela, enviaríamos mensagens, fotos, vídeos, que chegam e vão, em fração de segundos? Este é o celular!
.
Eu uso e gosto muito, claro! Mas, tudo na vida tem um preço, ou, os prós e os contras, não é assim?
Numa festa, por exemplo, local para se divertir, rever e papear com os amigos, conhecer novos, o uso do celular de forma inadequada, nos restringe de um bom bate-papo.
Nas academias, é comum, os exercícios serem feitos, ao som de uma boa música ou de conversas, não entre os que ali estão, mas através dos fones de ouvido dos aparelhos de celulares.
.
Há quem atravessa rua, dirige, se alimenta, lê, falando ao celular. Não estou, de forma alguma, fazendo um repúdio ao uso do celular. Muito ao contrário, como já escrito no início deste texto, considero uma invenção incrível e uso também, claro.
.
Já vi escrito em alguns ambientes:
– ” Aqui não tem hi-fi, converse entre vocês”.
Achei muito bacana isso!
.
Nós estamos vivendo uma era de isolamento, da não comunicação olhos nos olhos, por “n” motivos:
– a violência, que nos faz, até involuntariamente, ter medo uns dos outros;
– a correria do dia a dia – afinal, a crise está aí e precisamos mais do que antes, ir à luta;
– e pelo uso inadequado das novas tecnologias e incluo aqui, o celular.
.
Estamos ficando, talvez até sem percebermos, reféns de sua in-utilidade – quando não deveria ser trocado por um bom bate-papo pessoal, onde os sorrisos fluem, os olhares se encontram e se falam muito mais do que por um fio, um aparelho que não tem coração.
Recomendamos para você . ...................................................................................................................................................................................................................................................
Luciana Prado

Luciana Prado

Natural de Vitória - ES, atuou na área da Educação do Estado do ES. "Escreve para aliviar a alma"- Escrever é tudo, calar é nada" (Lu Prado)
Luciana Prado